Projetos residenciais de tirar o fôlego

Yêu cầu báo giá

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
Bằng cách nhấp vào 'Gửi', tôi xác nhận rằng tôi đã đọc Chính sách Bảo mật và đồng ý các thông tin nói trên sẽ được xử lý nhằm đáp ứng yêu cầu của tôi.
Lưu ý: Bạn có thể thu hồi sự đồng ý của mình bất kỳ lúc nào trong tương lai bằng cách gửi email tới privacy@homify.com.

Projetos residenciais de tirar o fôlego

Luciana P Luciana P
 Nhà theo Studio MK27,
Loading admin actions …

Ter uma casa com espaços generosos, integração com o exterior e uma piscina perfeita é o sonho de qualquer um. Conheça neste artigo arquitetos que desenvolveram casas maravilhosas que são um verdadeiro paraíso.

O primeiro projeto que vamos conhecer aqui é a Casa LM do arquiteto Marcos Bertoldi. Formado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1982 e especialista em arquitetura paisagística pela mesma universidade, possui escritório locado em Curitiba e em São Paulo. Continuamente publicado internacionalmente e vencedor de muitos concursos nacionais, sua arquitetura adquire uma dimensão capaz de ultrapassar a barreira da propriedade e transmitir conceitos estéticos e culturais que vão além da forma.

Nosso segundo projeto residencial é a Residência MG. Obra do escritório Reinach Mendonça Arquitetos Associados criado em 1987 pelos arquitetos Henrique Reinach e Maurício Mendonça. Participantes de bienais e exposições no Brasil e no mundo, receberam diversas premiações durante todos os anos de carreira em que sua arquitetura contemporânea foi valorizada como integrativa, confortável e cujo controle adequado da espacialidade gera ambientes agradáveis e únicos.

O terceiro projeto é a Cube House, projeto idealizado pelos arquitetos Márcio Kogan Suzana Glogowski do incrível Studio Mk27. Fundado no começo dos anos 80, o Studio localizado em São Paulo possui hoje em sua equipe 29 arquitetos além de vários colaboradores pelo mundo e reúne centenas de prêmios nacionais e internacionais. Admiradores do modernismo brasileiro, procuram repensar e dar continuidade na linha arquitetônica, valorizando a simplicidade formal, os detalhes e acabamentos.

Então vamos conhecê-los!

Visualidade

Buscando manter as pessoas juntas e em convívio, a visualidade se define como chave do projeto, construída através de planos bem abertos, esquadrias de vidro e pé direito generoso. A raia se precipita parcialmente até a varanda conectada ao átrio da casa. Esta opção reduz a necessidade de corredores, pois todos os ambientes são voltados para a centralidade do átrio agraciado por muita luz e ventilação natural.

1 – Casa LM

Toda trabalhada em estrutura de concreto armado na forma de caixa, esta casa é totalmente estruturada em 6 pilares sutis. As paredes de vedação e a estrutura são moldadas in loco e a cobertura é apoiada sobre elas e também sobre pilares metálicos que são inseridos nos desenhos das esquadrias de vidro. O volume da casa é retangular e se inclina sobre o exterior com presença arquitetônica que forma um volume muito bonito sobre a piscina em raia.

Vista e integração

A caixa de concreto recebe a cozinha, estar, jantar e áreas íntimas, trazendo todos os usos para seu volume. Aqui a sala se conecta com o exterior através da integração propiciada pelas extensas esquadrias de vidro. O piso de madeira trabalha toda a extensão e os móveis são de cores suaves para que o principal foco fique na natureza e na luz natural que inunda o ambiente.

Estética brutalista

A fachada voltada para a rua esconde uma casa que se eleva do terreno sinuoso e respeita suas formas e elementos naturais. Assim a vegetação abaixo da casa é preservada em pátios sobre os vazios abertos. Uma estética brutalista, que possui um charme único e se embasa na beleza do acabamento rústico do concreto. Para conhecer melhor o projeto acompanhe este link. Vale a pena a visita!

2 – Residência MG

Localizada num bairro nobre e arborizado de São Paulo, esta casa aproveitou o terreno plano e extenso para se conectar com a vegetação ao fundo. Trabalhada em quatro pisos, incluindo subsolo, a casa traz no térreo junto à piscina com raia de 25 metros quadrados as áreas sociais e de convivência. Trazendo muito vidro, uma das premissas do projeto é a de que todos os ambientes fossem integrados e possuíssem conexão visual.

Ventilação

Com extensos panos de vidro, a casa possibilita que todos os patamares se relacionem, onde as circulações se configuram em espaços agradáveis e abertos. O tratamento da arquitetura com grandes vãos propicia ventilação cruzada e dispensa o uso do ar condicionado. No ultimo patamar, toda a casa é livre e aberta, trabalhada em estrutura metálica.

Fachada

Trazendo em sua concepção estrutural o concreto e o aço, a estrutura da casa segue a forma de caixa principal retangular com concreto aparente e vigas metálicas. Para tornar os vãos mais esbeltos procurou-se por materiais leves que trazem também graciosidade aos espaços. A fachada apresenta uma volumetria única, com a presença do portão de madeira e árvore frondosa e se fecha para a rua para abrir-se inteiramente a um interior rico e repleto. Para conhecer melhor, acesse aqui as fotos do projeto.

3 – Cube House

Com muita presença espacial, a Cube House, como o nome diz, é uma casa construída na forma de um grande cubo de concreto trabalhado em sua volumetria para abrigar todos os usos do programa. No patamar térreo, uma fatia do cubo é retirada para trazer um estar que se conecta ao ambiente e área da piscina deixando o cubo sustentado por delicados pilotis redondos. A piscina completa também o visual, refletindo e destacando a arquitetura geométrica, além de ser um excelente lazer para os moradores.

Vão livre

Com uma proposta com vãos livres e espaços extensos decorados pela Diana Radomysler, os usos sociais se integram em sala de estar, cozinha, jantar, descanso da piscina e escritório que é separado pela parede de prateleiras, mas perpassa toda a largura do cubo. Muita integração gerando ambientes convidativos que se conectam com o jardim, que serve como um repouso para a grande volumetria desconstruída que é esta arquitetura. Fotografia por Fernando Guerra.

Volumetria

No segundo andar, a casa mantém-se densa em concreto, com a exceção de aberturas para a área dos quartos. Há também outras aberturas na caixa voltadas para a piscina e também para o fundo da residência. Um projeto magnífico onde no terceiro andar uma ruptura na fachada ilumina a suíte principal e o concreto abriga o closet e o banheiro. Para mais informações sobre esta residência magnífica, confira o link e boa leitura!

 Nhà theo Casas inHAUS,

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!