Do objeto arquitetónico à paisagem que o recebe - Vilamoura

Yêu cầu báo giá

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
Bằng cách nhấp vào 'Gửi', tôi xác nhận rằng tôi đã đọc Chính sách Bảo mật và đồng ý các thông tin nói trên sẽ được xử lý nhằm đáp ứng yêu cầu của tôi.
Lưu ý: Bạn có thể thu hồi sự đồng ý của mình bất kỳ lúc nào trong tương lai bằng cách gửi email tới privacy@homify.com.

Do objeto arquitetónico à paisagem que o recebe – Vilamoura

Ida Gaspar – homify Ida Gaspar – homify
 Hồ bơi by Corpo Atelier
Loading admin actions …

Uma coisa é certa, toda a gente tem de conhecer os arquitetos da Corpo Atelier! Denotam grande qualidade no seu trabalho e um cunho muito próprio. Projeto após projeto, os profissionais da Corpo Atelier vão-nos mostrando que a capacidade de inovação não tem limites, tendo sempre em conta os mais variados pedidos dos seus clientes.

Os projetos que lhe trouxemos hoje mostram-nos que a arquitetura em Portugal está na ordem do dia. E não poderíamos ficar mais satisfeitos e orgulhosos com isso. Misturas de estilos, restaurações de habitações, respeito pela envolvência, detalhes minuciosos e, sobretudo, qualidade em tudo.

Esperamos deixá-lo a sonhar, tal como nós ficamos…

Projeto 1 – Estrutura de Madeira dentro de Paredes de Pedra

Uma casa que nos parece, à primeira vista, rústica. Mas será que ela é mesmo? Não. Como vê, é assim que os arquitetos da Corpo Atelier nos conseguem surpreender. Fazem magia e tornam os projetos únicos.

Basicamente, esta casa não é nada do que parece por fora, pois por dentro apresenta uma imagem mais contemporânea, fresca e luminosa. Os arquitetos viram nestas paredes de pedra, uma oportunidade para criar um conceito que desafia os paradigmas da arquitetura de espaços habitacionais.

Aqui está ela. A casa por dentro. Bem lhe dissemos que o design era mais contemporâneo. A estrutura em madeira que suporta o telhado foi expandida verticalmente, atravessando toda a casa, dividindo e hierarquizando o espaço. As restantes superfícies são brancas, refletindo harmoniosamente toda essa luz natural.

Os espaços conferem tranquilidade e conforto.

Projeto 2 – Casa das Muralhas

Os centros das cidades têm mudado ao longo destes últimos anos. Muitos investidores encontraram altos potenciais em casas antigas. Foi o caso desta casa do centro de Faro, que se encontrava num avançado estado de degradação. Neste sentido, toda a construção obrigou à demolição total do interior, preservando apenas as fachadas e algumas paredes mestras – não tanto pelo seu valor construtivo mas pelo valor simbólico e material.


O excesso de compartimentação da casa existente é substituído por uma nova organização que segue as orientações originais da casa e que a torna, consequentemente, mais ampla.

As novas paredes interiores sobrepõem-se ao alinhamento das antigas, fomentando um sentido de continuidade da identidade do edifício na sua nova vida.

Para ver mais imagens deste magnífico projeto, consulte este artigo: Remodelação de uma casa antiga na baixa de Faro.

Projeto 3 – Entre dois Muros Brancos

Nada estava construído. Mas não terá sido mais simples por isso. Todos os projetos acabam por ser um desafio, mas também uma grande responsabilidade. Neste caso, dado o grau de incerteza relativamente a futuras construções, os profissionais do escritório Corpo Atelier optaram por uma arquitetura introvertida.

Estrategicamente, as duas paredes brancas anulam (quase) completamente o contacto directo com futuros vizinhos, o que define uma clara fronteira. Entre elas, foram concebidas formas cúbicas, que têm como intuito criar um sentimento de proteção, ao mesmo tempo que enquadram, cuidadosamente, a paisagem distante.

O volume horizontal, contendo a piscina, contraria esta lógica projetando-se para Sul, emergindo das paredes para oferecer a possibilidade de exposição voluntária, por um momento, antes de voltar a casa.

O design da piscina parece fundir-se com o horizonte, dando um sentimento tranquilo e de paz a quem usufruir dela.


Projeto 4 – Paredes de Betão entre Pinheiros Bravos

Neste quarto projeto, os arquitetos não quiseram construir uma casa que se impusesse na paisagem, mas sim procuraram enfatizar as qualidades intrínsecas do lugar.

As suas paredes de betão à vista sugerem percursos e vistas para a paisagem, moldando a percepção da mesma enquanto se percorre a casa.

Entre as paredes descobrem-se pátios e pequenos jardins, a piscina, diferentes cenários com a constante presença dos pinheiros pré-existentes.

Era importante, aqui, criar espaços íntimos, que proporcionassem a reflexão e a contemplação, de modo a que os seus utilizadores possam relacionar-se com toda a envolvência. Não há dúvidas que uma casa como essa deve maximizar o bem-estar, interligando os mais diversos aspetos.

Se também procura ter uma casa que se liga verdadeiramente a si, tal como estes maravilhosos projetos, não hesite em informar-se junto dos Arquitetos da Corpo Atelier:


 Nhà by Casas inHAUS

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!